As atividades de trabalho em altura, fundamentalmente utilizam-se Andaimes

Estes versáteis equipamentos substituíram os modelos arcaicos como por exemplo, utilização de madeiras. As Normas Regulamentadoras determina sua obrigatoriedade para a maioria das construções.

Saber a respeito é necessidade elementar, então vamos conhecer um pouco.

Andaimes Fachadeiro:

Andaime fachadeiro é composto por partes modulares tais como, quadros horizontais e verticais, placa de base, travessa diagonal (com travamento em X), guarda-corpo, tela, sapatas e escada. Esse tipo de andaime permite a montagem de vários níveis independentes, com livre acesso à área de trabalho para materiais e pessoas. Possui menor dimensão que o modelo tubular, sendo indicado para locais mais estreitos. Recomenda-se o usos de andaimes fachadeiros para serviços de manutenção, reforma, construção, revestimento e pintura de fachadas, tanto em prédios quanto indústrias.

Andaimes suspensos manuais ou elétricos(ou balancim):

São plataformas suspensas, apoiadas por vigas metálica ou de madeira, e suportadas por cabos de aço que se movimentam para cima e para baixo com o auxílio de guinchos elétricos ou sistema de manivelas. Estão disponíveis no mercado em modelos duplos e para cargas leves e pesadas, sendo ajustáveis a diferentes padrões e tamanhos de obras. São indicados para serviços de reparo, limpeza, revestimento externo, emboço – que é a primeira camada de cal ou argamassa assentada na parede, que serve para a regularização da superfície e base para o reboco, além de proteger contra infiltrações – aplicação de pastilhas, mármores e cerâmicas, e outros serviços de pedreiro em geral.  É um equipamento que permite grande mobilidade, segurança e produtividade.

Cadeira Suspensa:

É uma cadeira anatômica suspensa e presa a um cabo de aço e comandada por manivela ou guincho. Utilizada em locais onde não é possível a montagem de outros tipos de andaimes, serve para a realização de trabalhos de pintura, limpeza de fachada ou para serviços em locais fechados e com pouco espaço, como silos, poços e chaminés.

Andaimes tubulares:

Andaime Tubular Estruturas montadas de duas em duas, esse modelo de andaime forma torres que podem ser apoiadas sobre bases fixas ou rodas, sendo facilmente adaptados para pequenos ou grandes espaços e a outras  necessidades do canteiro de obras. Fabricados em aço, possuem maior durabilidade e encaixes simples e firmes, que dispensam ferramentas específicas para montagem. Podem ser usados com diversos acessórios, entre eles: sapatas fixas e reguláveis, piso metálico e rodapé (substituindo as tábuas), rodas de PU, escadas, carretilhas, braçadeiras fixas e giratórias etc. É o modelo de andaime mais utilizado e indicado para diversos tipos de obras, sendo recorrente em serviços que vão desde a colocação de parede à manutenção e limpeza.

Saiba Mais

Manual Aparalixo

A utilização de produtos em obra, independente da experiência do operador e ou montador, tem como premissa seguir o manual de orientações. A dinâmica dos dias atuais são constantes, portanto, mudanças também. As Normas, os equipamentos os modelos construtivos entre outros, sempre estão apresentando novidades. Os manuais de utilização de produtos devem ser exigidos pela locatária, a fim de que a sua utilização ocorra dentro das normas de segurança bem como o aproveitamento máximo do equipamento: Exemplo de manual do Aparalixo:

O uso da Bandeja Aparalixo é obrigatório em obras de acordo com algumas informações contidas na NR 18. No item 18.13.6 a norma especifica a obrigatoriedade de uso de Bandeja Aparalixo Primária como plataforma de proteção principal em obras que possuam mais de quatro pavimentos.

Em todo perímetro da construção de edifícios com mais de 4 pavimentos ou altura equivalente, é obrigatória a instalação de uma plataforma principal de proteção na altura da primeira laje que esteja, no mínimo, um pé direito acima do nível do terreno.

Também é obrigatório o uso de Bandeja Aparalixo Secundária, como plataforma de proteção secundária, em obras acima de quatro pavimentos conforme no item 18.13.7 da NR 18.

Acima e a partir da plataforma principal de proteção, devem ser instaladas, também, plataformas secundárias de proteção, em balanço, de 3 (três) em 3 (três) lajes.

A norma também trata das dimensões, sendo a Bandeja Aparalixo Primária com as seguintes orientações no item 18.13.6.1: Essa plataforma deve ter, no mínimo, 2,50m (dois metros e cinquenta centímetros) de projeção horizontal da face externa da construção e 1 (um) complemento de 0,80m (oitenta centímetros)
de extensão, com inclinação de 45º (quarenta e cinco graus), a partir de sua extremidade. E a referência para o dimensionamento da Bandeja Aparalixo Secundária está no item 18.13.7.1: Essas plataformas devem ter, no mínimo, 1,40m (um metro e quarenta centímetros) de balanço e um complemento de 0,80m  (oitenta centímetros) de extensão, com inclinação de 45º (quarenta e cinco graus), a partir de sua extremidade.

Manuais – Alavanca Andaimes e Máquinas (mais…)

Saiba Mais

Obra parada é prejuízo

A dinâmica da construção deve ter como premissa os melhores modelos de gerenciamento, afinal obra parada é prejuízo.

Uma empresa de locação de equipamentos com um time de consultores preparados para atender em todas as fases da obra, corrobora para que se cumpra as metas de uma construção bem-sucedida.

Um prognóstico da construção civil realizada pelo Grupo Fetz,  reconhecida como sinônimo de qualidade, desde 1983, diz que:

“O maior diferencial para construtores e incorporadores neste ano provavelmente será a tecnologia na construção – especificamente, as inovações que podem aumentar a eficiência. Um dos principais impactos da pandemia de COVID-19 é a dependência cada vez maior da tecnologia na construção, de forma a facilitar a comunicação entre as partes envolvidas e agregar mais qualidade ao resultado das construções

Entretanto, a implementação da tecnologia como uma das mais importantes tendências da construção civil para 2021 se apresenta de várias maneiras diferentes, apresentando soluções para diversas etapas dos processos que envolvem uma obra – desde a concepção dos projetos até o canteiro de obras.”

A aplicação dessas tecnologias adquiridas em empresas de locação que tenham solidez de mercado, que ofereçam pós vendas eficiente, bem como técnicos disponíveis para avaliações in loco, são condições sine qua non para o sucesso de uma obra.

Saiba Mais

Elevador de obra

Obrigatório na obra a partir do 5º pavimento, os elevadores devem obedecer a todos os requisitos da Norma Regulamentadora 18.  A NR-18 prioriza a segurança, e, portanto os acompanhamentos de manutenções preventivas bem como os testes pertinentes periódicos devem ser validados por profissional competente, a fim de garantir à obra a  dinâmica necessária para seu bom andamento.

 

 

Saiba Mais
Salve nosso catálogo de equipamentos
Download